Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


O Racismo latente em Portugal

por Carlos Roberto, em 11.12.15

 

Se há algo que veio dar paz à sociedade portuguesa foi desconstruir  o racismo latente no Estado Novo corporizado por Salazar e seguindo o que se passava no resto da Europa, Alemanha, Itália e Espanha.
Eusébio foi um escravo de Salazar nem sequer podia ir para fora de Portugal, era propriedade da Nação. Eu pergunto como é que um jogador era assim tão importante e não podia sair de Portugal quando outros saíam ? Em 1966 Portugal ganha à Inglaterra no campeonato europeu de futebol, foram minados para que não ganhassem o jogo ... mas desculpem de certeza que não foram pelos ingleses porque os ingleses têm ética, e agora se formos a ver o escândalo Ballêt Rose em 1967 ? Coincidência do carago não ? Seria a selecção portuguesa e o Benfica dois pólos do Ballêt Rose ? Deixo para vocês as respostas a estas perguntas, mas é mais que justo que Eusébio esteja no Panteão Nacional, não porque fosse o jogador que foi mas foi o primeiro preto a entrar no Panteão Nacional, o equivalente ao General Collin Powell ao chegar ao Chefe Supremo das Forças Armadas Americanas.
No contexto da sociedade antes de 1974 pretos, indianos, chineses, judeus e mulatos eram simplesmente marginalizados daí a ideologia fascista fazer o culto da "Raça" que vimos claramente um chefe de estado a dizer há poucos anos que o dia 10 de Junho era o dia da "Raça" ... esqueceu-se que era o dia de todos os portugueses de todas as cores e credos e orientações sexuais. Daí se explica por exemplo a forte oposição deste chefe de estado ao Primeiro Ministro da altura e se formos a ver  a não votação do PEC IV e a saída do mesmo de Portugal.  Não eram só os judeus as vítimas, e temos a Guerra do Ultramar para ir buscar recursos e a do Vietnam ao mesmo tempo para desviar a atenção do mundo, o racismo era também uma realidade nos EUA veam só que o Reverendo Martin Luther King foi assassinado em 1968.
Voltemos para Portugal, uma das vantagens que a descolonização trouxe foi precisamente começar pela abertura de mentalidades que muitos retornados traziam, modos de estar, ideias muito à frente, culturas diferentes que se viam na alimentação ... chamuças é um prato tipicamente indiano ... e até mesmo na abordagem na cultura de trabalho. Mas o mais importante foi começar a criar os alicerces para uma sociedade livre, livre no início do complexo do tom de pele, começou-se a alicerçar a igualdade de direitos precisamente pelo tom de pele, porque como sabemos não vieram só retornados brancos. 
Levou tempo  a que a sociedade portuguesa assimilasse essa nova cultura de valores e ideias, mas no entanto os cogumelos podres foram ao mesmo tempo plantados na sociedade portuguesa, é preciso ter em conta que em 1974 a sociedade portuguesa era extremamente conservadora por causa do regime e por causa de grande parte Igreja Católica. No entanto vemos claramente uma plantação intensiva de cogumelos nos governos de Cavaco Silva onde o tom de pele era claramente um elemento de eliminação de CV, é histórico e está bem documentado em livros de economia que foi o período em que mais pessoas entraram na função pública portuguesa ... ou seja se o euro com forte indexação prejudicou as exportações também o aumento do peso do estado se deve a este grande estadista.

 

José Sócrates, Primeiro Ministro de Portugal de 2005 a 2011

 

Só quando Sócrates se torna Primeiro Ministro de Portugal os direitos e liberdades e garantias, finalmente o casamento homossexual foi aprovado e só no fim do cargo do sr. Presidente da República o Parlamento se uniu para aprovar finalmente a adopção de crianças por parte de casais homossexuais. 




 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:48

Berlusconi, não lhes dê ideias!!!

por John Wolf, em 07.12.12

Só tenho uma coisa a dizer: Berlusconi, não voltes. Sílvio, não lhes dês ideias. Quando todos julgavam que o bunga-boss estava arrumado, eis que nos supreende com a "ameaça" de que será mais uma vez candidato ao governo de Itália. E isto é mau por diversas razões. É péssimo para a Itália e para as italianas, mas também pelo mau exemplo que constitui. Essa grande falta de vergonha política servirá que nem uma luva a outros regressos triunfais. Ao retorno de governantes dados como defuntos, idos. No entanto, convém sublinhar que a condição política não conhece a morte completa e irreversível. Quando em Portugal se esgotarem os Passos e Portas, os Seguros e Almeidas destas andanças, quem irá espreitar por detrás da cortina da memória curta dos Portugueses? Acertaram em cheio. Esse mesmo, sem tirar nem pôr. Sócrates não fica por aqui. Sócrates não vai ficar por lá. O homem há-de escolher o  momento adequado, algures entre um croissant e uma posta de bacalhau. Estejam de sobreaviso e depois não digam que eu não avisei.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:00




Pesquisa

Pesquisar no Blog  






Contador